31.3.09

A Criança e a Sociedade

Educação

77 milhões de crianças no mundo inteiro estão fora da educação primária.

Existem dois factores importantes comuns a essas crianças: moram em área rural e seus pais têm baixa escolaridade.

Os governos precisam urgentemente identificar os grupos de crianças que a abandonam!

É inaceitável e vergonhoso que mais de 200 milhões de crianças, entre 5 e 17 anos, sejam obrigadas a trabalhar.

Fazer com que as crianças trabalhem é uma violação do direito fundamental à educação.

Ao nível da qualidade da educação e cultura, Cuba foi escolhida, para apresentação oficial do projecto "crianças em risco".

Nenhum país desenvolvido, possui os índices de escolaridade, de todos os cidadãos de Cuba, apesar do bloqueio injusto de que sofrem.
Lumenamena

2 comentários:

pink poison disse...

Não podia concordar mais, lido com essa area, as crianças do meio rural são mais felizes mas infelizes na escola no que respeita a notas. NO entanto são as de maior coração e respeito. Bloqueio? Só o do teclado do telemóvel!! (minha amiga, esta copia das letras todas "amarfanhadas" uma em cima das outras, além de enervante punha qualquer disléxico doido!)

Edson Carmo disse...

Isso é o resultado dos concílios ocultos. Quase todos nós, de alguma forma, somos vítimas dos concílios deste mundo! A sociedade em sua atitude antiética forma os seus “marginais” para depois pagar um preço por sua existência. Pela própria natureza das coisas o mundo é assim: Há uma maioria e por isso existe uma minaria. Há os mais fortes, por isso existem os fracos. Tudo neste mundo tem duas polaridades – a vida é mesmo assim! Fico pensando, “o que seria do homem se não fosse as diferenças?” Quem seria faxineiro se todos fossem de nível superior? A educação, o adestramento se tornou importante, mas também criou grande parte do mal que nos oprime. É a glória do homem, mas também a sua desgraça. É só investigar como morreram a maioria dos “Gênios”.

Edson Carmo