23.3.09

Sexto Sentido

Há dias tive um pesadelo.
Sonhei que era um fantasma, minha visão captava uma imagem escura, sombria e repelente. Momentos de libertação, me envolvia num manto de recordações sem fim.
Esforçava-me por tirar cada peça do meu subconsciente, para me libertar e voltar ao meu mundo.
Existem momentos da nossa vida em que estamos tão cansados que acabamos por parecer fantasmas.
Sexto sentido, mostra-me no sonho o que acontece quando não aguento as vivências de uma vida agitada, que me suga a energia e vontade, até não estar mais nada, a não ser refugiar-me na cama ou dentro dos meus pensamentos, onde não existem restrições ou horários a cumprir.
Lumenamena

4 comentários:

pink poison disse...

Ai o que eu me ri quando um miudo de 15 anos me disse que as mulheres têm o "sétimo sentido" mais apurado!!! lol

lumenamena disse...

pink poison - O miúdo de 15 anos pode ter dito sem saber o significado do "sétimo sentido". Ou será que sabe mesmo!?
Em ti originou uma gracinha! É normal.

Existem 9 sentidos. O sétimo sentido, e o sexto, também, são sentidos verdadeiros, e importantes, aliás, muito mais do que os outros cinco, que só percebemos que eles existem quando não funcionam bem.
Os cinco sentidos cuidam dos sinais que vêm de fora do corpo, os outros dois cuidam dos sinais do próprio corpo: são os sentidos do movimento e do equilíbrio. Esses sentidos são os grandes responsáveis por conseguirmos ficar de pé erectos, equilibrados. Sem o sexto e sétimo sentidos, fica difícil usar os outros. Nem todos conseguem dominar ou utilizar os cinco primeiros sentidos, quem desperta ao menos parte do sexto passa a perceber que isso nem é necessário quando se utiliza bem dos que se tem, mas uma vez que o sétimo é "sentido" é um caminho sem volta. A pessoa passa a utilizar todos os sentidos de maneira diferente, e melhor, é um poder que infelizmente não é tão comum no mundo ocidental, pois mesmo quem tem fé, muitas vezes tem uma fé cega, que traz o fanatismo ao invés da iluminação, e isso é perigoso. Ter de facto esse sentido de fé e união não é não questionar, mas sim crêr, mesmo tendo pensado nas questões, o que traz paz, e não revolta. Não é privar-se de ir a um lugar porque a tua fé não permite, é ir a este lugar e manter-te fiel aos teus princípios, por crêr neles. É saber coexistir com a fé dos outros, saber harmonizar ao invés de guerrear, respeitar. E então, tu passas de verdade a agir de forma coerente com isso, todos os teus sentidos se alinham numa direcção, para dentro, mas esse para dentro é uma forma de concentrar a luz para iluminar mais ao teu redor, pois quando tu fazes alguém feliz, ficas feliz. Fazer algo por outra pessoa não é sacrifício ou boa acção, porque já compreendeste que fazer por outro é fazer por ti, pois somos todos um só, e para que tu estejas bem as pessoas ao teu redor também têm de estar bem, e as pessoas ao redor delas, formando uma "corrente do bem", onde tentamos fazer felizes aqueles que amamos e amamos aqueles que nos fazem felizes.

Fala disto ao miúdo! Também te vais sentir muito bem.

rogerio franco disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
lumenamena disse...

rogerio franco - O sétimo sentido está na parte física do corpo.
Queres ver como são muito importantes? Fica algum tempo sentado em cima de uma das pernas, o suficiente até deixá-la dormente. Assim estás a dificultar a circulação e, os sensores localizados nos músculos e nas articulaçõs da tua perna ficam asfixiados. O teu cérebro deixa de receber informações de cada músculo que está contraído, e sobre a posição de cada articulação no espaço. O cérebro só vai receber essas informações quando te levantas, quando tentas andar para lhe passares as ordens adequadas.
Isto tudo acontece, porque os sensores do equilíbrio detectam o movimento de um líquido, dentro dos canais circulares do ouvido.
Aqui está a prova que o sétimo sentido nasce connosco, que está para além da aprendizagem.