7.1.10

A Ética


Sermos Uns Com os Outros

A relação com os outros, o estarmos no mundo com os outros, o sermos uns com os outros, tem alguma exigência moral ou ética?
A esta pergunta depende do modo como se perspectiva a outra pessoa e a relação com a outra pessoa.
É nas experiências do acolhimento e da carícia de uma mãe ou de um pai para com os seus filhos. É nas experiências do reconhecimento, sincero e feliz, do adulto para com a adolescência ou o jovem que se estão a tornar mulher e homem adultos, e exigir respeito. É nas experiências do amor que mutuamente uma mulher e um homem se dão, gratuitamente, sem promessa de recompensa ou favores. É nas experiências da amizade e do enamoramento que dois jovens compartilham desinteressadamente.
É nestas e em tantas outras experiências, genuinamente humanas, que encontramos a dimensão mais profunda da relação, uns com os outros.
Por detrás destes gestos está o reconhecimento, mesmo não sendo reflectivo, de que a outra pessoa tem valor, de que a outra pessoa tem uma dignidade própria, de que relativamente à outra pessoa, os homens e as mulheres são capazes afinal de assumir espontaneamente obrigações morais e de arcar com responsabilidade ética pelo bem e pela felicidade dos outros.
É a esta luz que precisamos de revêr as nossas concepções filosóficas social e política, e sobretudo, em matéria de cooperação e ajuda num tempo em que a concorrência está a deixar cada vez mais pobres os já muito pobres e a tornar cada vez mais ricos os já muito ricos, ou ainda, em que os países subdesenvolvidos estão a tornar-se cada vez mais endividados e dependentes.
Como é vista a ética actual a estes desafios? Que respostas está a dar a ética a estes problemas?
Somos, com certeza, individualmente responsáveis por muitas coisas, pelas funções e lugares que ocupamos, mas somos, em primeiro lugar, responsáveis por nós mesmos.
Os problemas ecológicos, bélicos e alimentares, para citar apenas três dos maiores problemas que a humanidade hoje se confronta, são desafios que temos todos capacidade de resposta moral.
Não podemos tranquilamente passar ao lado destes desafios, e deixar a solução nas mãos dos experts da política e da economia.
Lumenamena

9 comentários:

Abdoul Hakime Goul Djounoubi عبد الحكيم گل جنوبی disse...

Será que eu serei o primeiro a comentar, hoje? Tomara que sim...

Olá, amiga, como estás? Tenho lido tantos posts sérios nos teus blogues, especialmente neste, que fico a me perguntar como anda essa tua cabecinha, mas é isso um bom sinal, sim, sinal de que és uma pessoa de bem, uma cidadã pensante.

Bem, em primeiro lugar, eu poderia citar que o princípio ético fundamental é aquele de fazermos aos outros o que gostaríamos que eles fizessem a nós, mas é meio falho, pois dá margens a tantas interpretações este princípio... Os inquisidores da Península Ibérica certamente poderiam ter lançado mão dele pra justificar suas ações, há alguns séculos atrás, só pra citar um exemplo. Prefiro o contrário: não faças aos demais aquilo que não queres que façam a ti (Confúcio). Deixar os outros em paz, esse é o segredo para fazeres o que é eticamente certo, na minha opinião.

Mas, claro, o que está em nosso poder é desempenhar bem nosso papel, não escolhê-lo, pois quase sempre isso não acontece, não somos senhores de nossos desejos todos. Podemos, sim, julgar todas as grandes questões que nos aflijem, mas nem sempre por em prática o que achamos certo (a não ser, com certeza, dentro das nossas próprias atitudes, pois convencer o mundo a funcionar como gostaríamos, é sonho...).

O texto de hoje traz uma questão realmente importante, e infelizmente tantas vezes negligenciado. Porque o homem tem preguiça de pensar. Meus parabéns, amiga!

Obrigado, também pelo carinho de sempre a cada vez que me visitas. O dia do meu aniversário está descrito lá no blogue. Se eu estivesse aí em Portugal, e nos conhecêssemos pessoalmente, podes ter certeza de que ia exigir um presente de ti! Ia ser um prazer imenso receb~e-lo, e o mais de tudo ia ser simplesmente tua presença. Quem sabe um dia...

Lumenamena disse...

Abdoul Hakime,

Engraçado, tens sido o primeiro a comentar. É agrádavel!

A integridade, o requisito fundamental de qualquer actividade. A ética deve constituir-se como um diálogo permanente. Em alguns casos ela é posta de parte, nem faz sentido, porque qualquer acto tem implicações éticas, que devem ser consideradas.

Grata pelo teu comentário,
Lumena

Edson Carmo disse...

Ah Lumena,

É muito difícil falar de ética nesta aldeia global. Este mundo é muito estranho, não sabe o que é ética e, por conseguinte, não a tem em absoluto.

Pergunto:

É ético fazer criminosos e depois persegui-los?
É ético dificultar a educação e depois tirar as oportunidades de quem não a tem?
É ético promover a competição e depois combater a desunião, os confrontos?
É ético...

Sou tão indignado com este tema que não posso continuar a pensar sobre ele. Perdão!

Seu amigo,

Edson Carmo

Lumenamena disse...

Edson Carmo,

Falar de ética não é difícil, e digo isto, porque se somos capazes de cultivar o bem, também somos capazes de cultivar o que é mal. Podemos fazer escolhas, ou seja, sermos éticos ou desprezarmos a virtude de agir perante as coisas.
Quando nos deparamos com as questões que expões, claro que não é ético fazer criminosos e depois persegui-los, claro que não é ético dificultar a educação e depois tirar as oportunidades de quem não a tem, claro que não é ético promover a competição e depois combater a desunião, os confrontos, isto tudo, acontece no mundo, penso que é falta de respeito ético. Talvez todas essas desgraças que assolam a humanidade, hoje, podem ser fruto de escolhas não acertadas que fizemos.
Se ficarmos presos ao passado, corremos o risco de não avançarmos na construção de um mundo melhor, de um futuro melhor.
Se formos realmente Senhores da História, pelo facto de fazermos escolhas com base na ética, então, somos capazes de encontrar o sentido da própria vida.

O que é pior, o crime de corrupção, ou o crime contra a vida? Esta pergunta alguns interpretam em termos de classe social. Mas os corruptos são ricos, e os assassinos cruéis, são pobres.
Os criminosos de "colarinho-branco", furtam dinheiro público e impedem a construção ou a manutenção de hospitais e escolas. Matam, ou geram ignorância, os seus crimes são cometidos à distância.
É fácil falar de ética. É fácil exigir ética dos outros, porém, é difícil ter um comportamento ético, agir com responsabilidade, quando o sistema, que por sua própria natureza é anti-ético, vive da exploração humana.

Um Abraço,
Lumena

Edson Carmo disse...

Amiga Lumena,

A educação tem dois objetivos básicos: um, treinar as habilidades; dois, treinar a sensibilidade. Habilidades sem sensibilidade é brutalidade – e é o que nossas cranças estão aprendendo nas escolas.

Pode apostar, nosso mundo não é ético! E não é porque não sabe o que é isso. Se não sabemos o que é isso, então se torna impossivel falar sobre isso. As escrituras bíblicas dizem que aquele que sabe fazer o bem e não faz, nisso peca. O mundo está errado – e o que pode vir do errado? O erro é claro!

Precisamos ser certos para acertarmos. Precisamos organizar nosso interior para arrumarmos o exerior. Uma coisa não vem antes da outra, porque a materia nasceu do espírito e não o contrário.

Não vejo a ética no ato egoista dos pais que cuidam só de suas crianças enquanto outras morrem de fome ao seu lado. Não vejo ética nas divisões sociais. Onde está a ética.

Sei o que é ética, mas não consigo vê-la. Se um dia ela nasceu, certamente já morreu!

Abraços,

Edson Carmo

Lumenamena disse...

Edson Carmo,

Muita coisa vai mal neste mundo e, para ser franca, a melhor forma de ser ético, é a veracidade.

Grata pelos excelentes comentários.

Sua amiga,
Lumena

Rener Brito disse...

Passando Lumenamena só para te avisar que no meu blog tem selo que gostaria de dividir com você.
Um abraço

Lumenamena disse...

Rener Brito,

Muito Grata pelo selo "Compartilhar", e breve irei colocar no meu espaço.

Um Abraço Amigo,
Lumena

doce cabana disse...

Olá querida.
To passando sem ser convidada, uhauhauahuaha....adorei seu blog, e estarei seguindo....Venha conhecer o nosso tb, www.docecabanna.blogspot.com e www.breshoping.blogspot.com. Vou amar....
Beijo grande e sucesso!!